Liga de Simulação 3D

 

A competição da Liga de Simulação 3D aumenta o realismo do ambiente simulado usado na Liga de Simulação 2D, adicionando a terceira dimensão ao ambiente gráfico e um comportamento físico mais complexo. O robot virtual usado no simulador 3D é basado no robô humanóide NAO (da Aldebaran Robotics), o mesmo usado na Liga de Plataformas Padrão (SPL) desde 2008. A utilização do mesmo modelo de robô para as competições de simulação 3D e SPL representa uma oportunidade para os investigadores que querem testar os seus algoritmos e ideias antes de experimentá-los em robôs reais. Um jogo é jogado por duas equipas de onze jogadores e consiste de duas metades de cinco minutos cada. Tal como na Liga de Simulação 2D, o comportamento de cada jogador é controlado por um programa de software autónomo, denominado agente.